Aconseg-SP comemora 14 anos e apresenta estudo sobre assessorias de seguros

Diretoria da Aconseg-SP no jantar de confraternização dos 14 anos

Levantamento realizado pelo segundo ano consecutivo mostra o crescimento e os resultados das empresas

Em jantar de confraternização, realizado na noite desta terça-feira, 07 de novembro, a Aconseg-SP comemorou 14 anos de atuação no mercado, com a presença dos representantes das assessorias parceiras e apresentou estudo sobre a atuação das assessorias no setor.

Durante a abertura do evento, o presidente da Aconseg-SP, Marcos Colantonio, falou sobre o papel das assessorias e sua importância para o corretor. “O corretor de todos os portes encontra nas assessorias apoio técnico, atendimento exclusivo, trazendo agilidade nas tarefas do dia a dia, além de atendimento especializado em diversas áreas do seguro”.

Segundo ele, a Aconseg-SP projeta um crescimento de 15% em 2017 e a principal avaliação para isso é que houve avanço significativo dos ramos vida, saúde e RE, “mas principalmente em vida, que no primeiro relatório foi percebido como produto em crescimento e isso demonstra que as assessorias associadas à Aconseg-SP não trabalham somente com automóvel”, e completa: “todo o trabalho foi voltado para que pudéssemos aproveitar as oportunidades apresentadas no relatório de 2016”.

Mas isso somente foi possível, devido a investimentos muito qualificados nos profissionais das assessorias, “buscando ter aumento de produção e de atendimentos personalizados, tudo isso para incentivar o corretor a procurar novas oportunidades”. Além disso, segundo Colantonio, “nunca se treinou tantos corretores nas assessorias da Aconseg-SP como neste ano de 2017. A nossa base de corretores aumentou 20%, são mais dois mil corretores sendo atendidos pelas assessorias da Aconseg-SP”.

Neste ano a Aconseg-SP também buscou novos parceiros, como por exemplo, o Sincor-SP. “Iniciamos um trabalho que visa buscar novos associados para o sindicato, que vem trabalhando muito no sentido de preparar e alertar o corretor de seguros para que ele se torne um empreendedor cada vez mais arrojado, buscando oportunidades no mercado e aprimorando o seu trabalho, e assim conseguir sair mais fortalecido desse momento de crise econômica”.

Colantonio ressaltou os objetivos para os próximos dois anos. “O aumento da capacitação técnica dos funcionários e corretores, pois acredito que isso seja fundamental para qualquer profissional. Desenvolver novas oportunidades de negócios para as assessorias. Crescer uma taxa mínima de 15% ao ano”, e ainda ressaltou: “No próximo aniversário queremos apresentar produção de um R$ 1,5 bilhão”.

Além destes objetivos, o presidente da Aconseg-SP disse que quer estreitar parcerias com outras entidades do mercado, e crescer a base de corretores para taxa mínima de 10% ao ano. “Espero que no próximo ano estejamos aqui contando que a primeira etapa destes objetivos foi alcançada”.

Presidente da Aconseg-SP, Marcos Colantonio

Presidente da Aconseg-SP, Marcos Colantonio

Estudo específico sobre assessorias

Marcos Colantonio compartilhou a divulgação da segunda edição do relatório das assessorias. “Esse estudo tem como objetivo mostrar de maneira transparente a importância e a robustez do nosso negócio. Nesse relatório veremos se todo o esforço trouxe resultados no ano e se nossos objetivos foram alcançados”.

O relatório de 2017, o 2º Estudo do Mercado de Assessorias e Consultorias de Seguros no Estado de São Paulo, realizado pelo economista Francisco Galiza, é resultado de um levantamento baseado nas 25 assessorias da Aconseg-SP. “Um dos dados do relatório é as tendências do setor, como o aumento da utilização do instrumento online”, exemplificou o economista.

Atualmente, as 25 assessorias associadas à Aconseg-SP empregam 384 funcionários gerais, com aumento de 22% de corretores, de 2016 para 2017, “é bom lembrar que esses corretores podem operar com mais de uma assessoria, porém, essas empresas aumentaram 72% na quantidade de corretores”.

O relatório também ressaltou que os valores semestrais somaram quase R$ 600 milhões, com prêmios em automóvel e saúde. “Mais um ponto interessante é que houve a diminuição de concentração no ramo de automóvel, que está na faixa de 55%, enquanto no ramo de saúde houve aumento de 33%”.

A estratégia das assessorias também foi um ponto levantado pelo relatório. “80% das assessorias vêem a diversidade de carteira como muito importante, com necessidade de não ter dependência do mercado de automóvel”.

Sobre o índice de confiança, o relatório avalia a expectativa das empresas nos próximos seis meses. “Elas enxergam o ano de 2018 com otimismo, com economia melhor. Em resumo, as assessorias têm perspectivas mais otimistas que o mercado como um todo, com pontos que colaboram que são a quantidade de corretores, diversificação de carteiras, crescimento de prêmios, treinamento e resultado”.

Algumas seguradoras parceiras marcaram presença com seus executivos como a SulAmérica, Tokio Marine, Suhai, Sompo e Bradesco Seguros, e ressaltaram a importância das assessorias para os próximos anos, parabenizando a atuação da Aconseg-SP no mercado de seguros. (Cobertura Editora/Aconseg-SP)