Previdência

Planos de VGBL e Previdência têm maiores altas do setor de seguros

crescimento

Os planos de VGBL tiveram crescimento de 15% em setembro, segundo pesquisa da Federação Nacional dos Corretores de Seguros (Fenacor), com dados da Superintendência de Seguros Privados (Susep). No total, foram R$ 79,9 bilhões em contribuições, frente a R$ 69,2 bilhões, no mesmo mês de 2015.

Entre os estados, foi apurado crescimento de 36%, no Ceará; 26%, na Bahia; 25%, em Pernambuco e Distrito Federal. Regionalmente, destaque para o Nordeste e o Centro-Oeste, com incremento de 26% e 22%, respectivamente.

Variação Setembro – VGBL Nordeste

Estados 2015 2016 Variação %
CE 2.028 2.764 36%
BA 2.372 2.982 26%
PE 2.037 2.549 25%
RN 152 178 18%
Nordeste 7.439 9.382 26%
Brasil 69.275 79.799 15%

 


Setor de seguros cresceu 1% em setembro

A pesquisa aponta ainda um...

Leia mais

Saúde Suplementar é tema de seminário promovido pelo Sincor-SP

saude-suplementar

O Sindicato dos Corretores de Seguros no Estado de São Paulo (Sincor-SP) promove no dia 23 de novembro (quarta-feira), das 13h30 às 17h, no auditório Antônio D’Amélio, na sede da entidade (Rua Líbero Badaró, 293, Centro – São Paulo, SP), o Seminário Multidisciplinar – Saúde Suplementar.

“Os seminários multidisciplinares têm por objetivo orientar os participantes a diversificar sua carteira, buscar novos nichos, expandir sua área de atuação, e, consequentemente, aumentar sua rentabilidade”, explica o presidente do Sincor-SP, Alexandre Camillo.

Organizado pela Comissão de Saúde do Sincor-SP, o evento tem por objetivo desmitificar a venda de planos de saúde. “Muitos corretores, por falta de conhecimento, não o incluem em seus portfólios...

Leia mais

Investir o 13º salário em previdência é uma excelente opção para planejamento de longo prazo

previdencia-privada

O aporte de final de ano pode ser fundamental para garantir melhores condições financeiras no futuro

O 13º salário, muito esperado pela grande maioria dos trabalhadores com registro em carteira, pode ser uma importante ferramenta para o planejamento tributário e financeiro de longo prazo. Destinando esse montante para um plano de previdência complementar, o contribuinte poderá usufruir do benefício fiscal na Declaração de Imposto de Renda em 2017, com um aporte que fará a diferença na qualidade de vida do contribuinte em alguns anos, desde que não sejam efetuados resgates no decorrer do período do plano.

Preservar esse montante é a alternativa ideal para quem pretende repensar seu planejamento financeiro ou contar com um aporte extra que servirá de incentivo para os planos a...

Leia mais

Brasilprev mantém liderança e supera R$ 184 bilhões em ativos sob gestão

brasilprev

A Brasilprev, especialista em previdência privada, mantém a liderança do mercado em ativos sob gestão e captação líquida PGBL e VGBL, bem como em arrecadação total, segundo dados da Federação Nacional de Previdência e Vida (Fenaprevi), referentes ao fechamento do 3º trimestre de 2016. A companhia atingiu no período R$ 184,6 bilhões em ativos sob gestão, valor 32,2% maior que o registrado no mesmo mês de 2015 e acima da média do mercado, que mostrou evolução de 23,3%. “O crescimento da Brasilprev demonstra que o brasileiro tem buscado investir cada vez mais em previdência privada como um meio para a aposentadoria e para a concretização de projetos de vida de longo prazo...

Leia mais

Justiça do Rio suspende projeto que eleva contribuição previdenciária

dinheiro

Tramitação da matéria foi barrada com base em mandado de segurança do deputado Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB), que diz que o aumento é inconstitucional

Após um processo de milhares de funcionários públicos  contra o arrocho nos salários parar o centro do Rio, a Justiça suspendeu  a tentativa de elevar para 30% a contribuição previdenciária dos servidores públicos estaduais. A medida é a mais polêmica do pacote anunciado pelo governo fluminense na última sexta-feira. O Estado informou que vai recorrer da decisão. 

No curto prazo, a equipe de governador Luiz Fernando Pezão não sabe nem como pagará os salários de outubro e, por isso, prevê um agravamento da crise...

Leia mais

Sem reforma, Previdência vai consumir 87% do orçamento da União em 20 anos

1104675

Estudo do economista Paulo Tafner mostra que, se nada for feito, praticamente todo o orçamento da União em 2035, às vésperas do fim do prazo de validade da PEC do Teto, será usado para o INSS

Por Alexa Salomão

Pelo que indicam as primeiras projeções, fixar um limite para os gastos públicos terá o poder de escancarar as distorções da Previdência. O projeto de emenda constitucional que põe um freio no crescimento das despesas, a PEC do Teto, ainda está em avaliação no Senado, mas estimativas que consideram a sua aplicação mostram que o INSS vai dragar o orçamento com uma velocidade olímpica. Sem a reforma da Previdência, o gasto mais que dobrará até 2035 – às vésperas de o teto completar 20 anos. Hoje, só o INSS consome 42% da receita líquida da União. Lá na frente, vai drenar 87%...

Leia mais

Previdência privada é ferramenta para garantir melhores condições para o planejamento familiar

sem-titulo-1

Mudanças nas regras da previdência social e índices cada vez maiores de longevidade são incentivos para o investimento precoce em previdência

Os planos de previdência privada, geralmente relacionados à aposentadoria e à realização de sonhos ainda distantes, tendem a ganhar cada vez mais força no planejamento familiar, em especial para pais com crianças pequenas. Com índices cada vez maiores de longevidade, a população brasileira deverá ter mais idosos que jovens nas próximas décadas. Além disso, os ajustes pelos quais a previdência social deverá passar nos anos que estão por vir poderão fazer com que muitas pessoas trabalhem durante mais tempo, o que deverá impactar de maneira especial a população mais jovem.

Por meio de pequenas contribuições mensais, é possível ...

Leia mais

Previdência privada é ferramenta para garantir melhores condições para o planejamento familiar

previdencia-privada

– Os planos de previdência privada, geralmente relacionados à aposentadoria e à realização de sonhos ainda distantes, tendem a ganhar cada vez mais força no planejamento familiar, em especial para pais com crianças pequenas. Com índices cada vez maiores de longevidade, a população brasileira deverá ter mais idosos que jovens nas próximas décadas. Além disso, os ajustes pelos quais a previdência social deverá passar nos anos que estão por vir poderão fazer com que muitas pessoas trabalhem durante mais tempo, o que deverá impactar de maneira especial a população mais jovem.

Por meio de pequenas contribuições mensais, é possível acumular recursos para garantir uma aposentadoria confortável ou ainda para que ao longo da vida, os jovens possam pensar em cursar universidad...

Leia mais

Especialista faz palestra sobre Reforma da Previdência nesta segunda-feira na Associação Comercial de SP

previdencia-social-fachada

O economista Paulo Tafner, um dos maiores especialistas em Previdência Social, fará palestra segunda-feira (31), na Associação Comercial de São Paulo (ACSP). Ele falará sobre a Reforma da Previdência durante reunião do Conselho de Economia (COE) da entidade, coordenado pelo também economista Roberto Macedo.

O encontro terá início às 10 horas no edifício-sede da ACSP, no centro da capital paulista.

O COE assessora a Presidência e a Diretoria Executiva da ACSP. Também formula e acompanha a implementação de políticas governamentais na área econômica e auxilia a entidade em debates e ações junto à sociedade, às entidades empresariais e aos órgãos governamentais.

O palestrante

Paulo Tafner é economista e foi pesquisador do IPEA, onde coordenou o Grupo de Estudos da Pre...

Leia mais

Mudanças nas regras de aposentadoria estimulam demanda por previdência privada

previdencia-privada-site

“Se não fizermos nada, em seis ou sete anos, quando eu, aposentado, for ao governo buscar meu benefício, eles não terão dinheiro para pagar”, comentou o presidente Temer durante um evento no início deste mês. Para equilibrar as contas e conter o déficit do regime geral da Previdência Social – que deve atingir R$ 150 bilhões neste ano e subir para algo entre R$ 180 bilhões e R$ 190 bilhões em 2017 – o governo já tem pronta a proposta de mudança na Previdência Social, que deverá atingir milhões de brasileiros.

A proposta é um sistema unificado para a aposentadoria, com idade mínima de 65 anos para os trabalhadores, inclusive servidores públicos. Apesar de não estar definida, haverá uma regra de transição que combinará tempo de serviço, tempo de contribuição e idade...

Leia mais