Cresce a procura de seguro para grandes eventos no Brasil

Cirque du Soleil e o festival Lollapalooza foram tema da conversa com representantes da Willis Towers Watson e AGCS América do Sul

Home \ destaques \ Cresce a procura de seguro para grandes eventos no Brasil
Seguro para grandes eventos

Abril vem aí e com ele grandes eventos como o Cirque du Soleil e o festival Lollapalooza. Seja o show da banda Arctic Monkeys no palco ou atletas fazendo malabarismos, milhares de espectadores estarão participando desses eventos. Isso gerou  inclusive, um aumento considerável dos seguros nesta área.

Pensando nisso, a Revista Seguro Total entrevistou Marjorie Leite, especialista em linhas financeiras da Willis Towers Watson e Charles Carvalho, Subscritor Entretenimento da AGCS América do Sul que falam entre outros assuntos do Lollapalooza, um festival de música alternativa que vai acontecer do dia 5 a 7 de abril e o Cirque du Soleil, que estará em cartaz do dia 19 de abril a 12 de maio.

Leia também:

Setor segurador reverte tendência e cresce 0,9%

Plataforma brasileira de marketplace aposta na disrupção e se integra a gigante do setor

Como escolher o seguro viagem na melhor idade

Marjorie Leite
Marjorie Leite, especialista em linhas financeiras da Willis Towers Watson

É possível notar o crescimento da demanda desse seguro no Brasil, porém ele ainda não se tornou obrigatório. “Mesmo que não exista uma exigência legal para a contratação da apólice, organizadores de eventos e expositores estão sendo demandados tanto por seus contratantes, quanto pelos proprietários dos locais, adquirindo um seguro que ampare a responsabilidade civil em eventos especiais”, disse Marjorie. “A demanda para esse tipo de seguro vem crescendo e diariamente realizamos cotações para nossos clientes”, finalizou. 

Em grandes eventos como Cirque du Soleil, Lollapalooza a atenção é redobrada, de acordo com Charles Carvalho “eventos de grande porte possuem particularidades em relação à infraestrutura (palcos, locação e adequação de espaços e materiais, iluminação, cenografia), e também quanto à segurança dos espectadores. É preciso planejar bem as atividades, dimensionar o público, contratar staff de qualidade, assim como desenvolver planos de contingência e emergência em caso de imprevistos.”

Charles Carvalho, Subscritor Entretenimento da AGCS América do Sul

Por Beatriz Chaves

 

Leia também:

Setor segurador reverte tendência e cresce 0,9%

Plataforma brasileira de marketplace aposta na disrupção e se integra a gigante do setor

Como escolher o seguro viagem na melhor idade

 

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado.