Seguro D&O movimenta cada vez mais o mercado

Seguro D&O AIG movimenta o mercado de seguros

Demanda da carteira cresce significativamente de 2010 para cá e investimento tende a subir nos próximos anos

Apesar da recessão econômica, o mercado de seguros, em ressalva o setor de Saúde, não estagnou. O Seguro D&O, por exemplo, acompanhou o ritmo das demais modalidades, terminando o ano de 2016 em alta. Casos de corrupção, como a operação Zelotes (2015) e operação Lava Jato (ainda em curso) foram alguns dos fatores que determinaram o crescimento dessa carteira. Fora os crimes, a onda de privatização no Brasil também contribui para a busca do seguro.

Atuando nessa carteira no Brasil, a AIG Seguros está entre as cinco seguradoras que mais vendem proteção de D&O no país. O gerente de linhas financeiras da Companhia, Flávio Sá, não esconde seu otimismo em relação aos próximos anos. Segundo ele, esse seguro ainda tem muito que evoluir, com as futuras privatizações e a disseminação da cultura no país.

“O mercado está muito mais maduro. A crise dos contratos derivativos e a Operação Lava Jato contribuíram para o crescimento do setor. Entre 7 e 10 mil empresas contratam o Seguro D&O no Brasil”, revela o executivo.

Além de garantir a cobertura de bens do empregado, a AIG também ampara a família dele. O cônjuge fica amparado pelo seguro em caso de bloqueio de bens do acusado. De acordo com Sá, conforme esse produto passou a ser mais conhecido, os profissionais, ao ingressarem na empresa, já solicitam à Companhia o seguro. “Isso também acontece quando o profissional vai para um cargo maior”, conta.

Em caso de processos judiciais contra o executivo, a AIG faz o pagamento de todas as despesas que a empresa gastaria com seu empregado. No entanto, se for comprovado crime doloso, a seguradora solicita o reembolso da empresa contratante do seguro. “Em alguns casos, o custo de defesa só é pago após ser comprovado que o segurado não teve culpa”, afirma Sá.

Principais exclusões do seguro:

  • Atos dolosos
  • Reclamações e circunstâncias anteriores (caso o cliente tenha processos antes de ter contratado o seguro)
  • Gestão de fundo de pensão

A AIG também desenvolve o seguro nas pequenas e médias empresas que têm capital de giro de até R$ 200 milhões. Nesse caso, a cobertura se estende a pessoa jurídica.

Redação