Seguro auto negado: entenda os motivos e evite problemas

Ter um seguro ativo no automóvel é a maneira ideal de prevenir muitos problemas, seja por roubos, acidentes, avaria de peças e afins. Porém, para quem vai assinar uma apólice de seguro, é essencial prestar muita atenção à cobertura e às condições, pois isso pode evitar a negativa do sinistro. Geralmente, essa negativa pode ocorrer por vários motivos. Este artigo destaca os principais motivos pelos quais a seguradora pode negar a indenização, complicando a vida do segurado.

Mentir informações

Informações falsas geralmente são usadas para diminuir o valor da franquia e deixar o seguro mais barato. Entretanto, em caso de sinistro, o departamento de investigação da seguradora é acionado para verificar todos os detalhes do bem, e em caso de divergências, a indenização pode ser negada. Portanto, o ideal é fornecer informações verdadeiras.

Perfil incorreto

A falta de cuidado ao conferir ou atualizar informações pessoais pode resultar na negativa da indenização. Portanto, antes de assinar qualquer documentação, é essencial revisar todos os dados para evitar qualquer divergência com a realidade. Em caso de mudanças, é essencial avisar à seguradora imediatamente.

Atraso no pagamento da apólice

Se o acidente ocorrer enquanto o segurado estiver inadimplente com a seguradora, ela pode negar o pagamento da indenização. Geralmente, essa é uma cláusula comum em praticamente todos os contratos. Sempre mantenha as parcelas do seguro em dia, pois nunca se sabe quando será necessário acioná-lo.

Embriaguez ao volante

Além da multa gravíssima de R$ 2.934,70, suspensão da carteira de habilitação e apreensão do veículo por 12 meses, em caso de acidentes envolvendo embriaguez, o seguro não cobre os danos derivados do evento. Portanto, se beber, não dirija!

Sinistro intencional

Em caso de danos propositais, se o departamento de investigação da seguradora encontrar indícios sólidos de que o sinistro foi acionado de propósito para receber a indenização, ela tem o direito de negar o pagamento do benefício.

Ausência de manutenção

A falta de manutenção também pode fazer com que o pagamento da indenização seja negado. Portanto, o ideal é sempre levar o veículo ao mecânico e até mesmo comprar pneus de qualidade, como um jogo de pneu 185/60 R15. Isso ajuda na prevenção de acidentes e multas geradas pelo mau estado do automóvel.

Agravamento de risco

Qualquer situação gerada pela negligência do condutor pode ser encarada pela seguradora como motivo para negar o benefício. Portanto, tome cuidado ao deixar a chave na ignição ou estacionar o carro com os vidros abertos.

Mudanças estruturais

Toda e qualquer mudança no veículo após a contratação da apólice deve ser notificada à seguradora. Algumas modificações podem não ser cobertas pelo seguro, e, em caso de sinistro, isso pode resultar na negativa do pagamento da indenização.

Direção em área de risco

Algumas áreas podem ser consideradas perigosas pela seguradora, e, em caso de qualquer ocorrência nesses locais, a mesma pode usar esse motivo para não pagar o benefício.

Excesso de lotação

Levar mais pessoas do que a capacidade do carro comporta pode ser considerado um agravante que pode causar avarias no veículo. Com isso, a seguradora pode negar a indenização para o segurado. (Foto: The best photo for all/divulgação istock)