Novembro Azul: mês de conscientização para o câncer de próstata

Novembro Azul mês de conscientização para o câncer de próstata

Novembro é o mês dedicado à prevenção do câncer de próstata. De acordo com as estimativas do INCA – Instituto Nacional do Câncer -, são 69 mil novos casos diagnosticados ao ano, ou seja, cerca de 7,8 novos casos a cada hora. Segundo o Dr. Bruno Vargas, do Grupo CON, o risco para desenvolvimento de câncer de próstata vai aumentando com a idade, especificamente, homens mais velhos, a partir dos 50 anos, possuem risco maior. Aqueles com histórico de parentes de primeiro grau, que tiveram câncer de próstata, também reúnem fatores de risco maiores que os demais. 

Para o Dr. Bruno Vargas, o diagnóstico precoce é essencial para o tratamento curativo; “é muito importante ressaltar a importância do diagnóstico precoce, e, para isso, é necessário realizar periodicamente os exames de PSA e toque retal com o urologista. Homens a partir dos 45 anos já devem iniciar esse acompanhamento, pois a próstata se desgasta naturalmente ao longo dos anos. Os principais, mas não os únicos sintomas, incluem dificuldade para urinar, jato de urina fraco, dor ao urinar, vontade de urinar com mais frequência, porém, conseguindo urinar pequenos volumes de cada vez, disfunção erétil, sangue na urina ou no líquido seminal.”

O câncer de próstata é considerado o segundo mais comum na população masculina em todo o mundo. O tratamento desta doença é avaliado de acordo com cada caso, mas, dentre as principais opções, além da cirurgia, existem a radioterapia, medicamentos que reduzem os níveis de testosterona no organismo e a quimioterapia, em casos mais avançados.

“Infelizmente, ainda há muita resistência por parte dos homens para realizar o exame do toque, por isso, é muito importante um trabalho de conscientização e desmistificação do mesmo, mostrando o quanto é importante o diagnóstico precoce para o sucesso do tratamento; ” explica Dr. Bruno. Com o aumento da expectativa de vida mundial, é esperado que o número de casos novos de câncer de próstata no país aumente cerca de 60%, segundo estudo realizado em 2016 pelo INCA.

A seguradora Mongeral Aegon orienta no sentido de realizar uma proteção financeira, através do seguro para doenças graves, do qual faz parte o diagnóstico de câncer da próstata. Segundo dados da companhia, entre julho de 2016 e julho de 2017, houve um aumento de 64% na procura por esse tipo de seguro. “Esse cenário nos mostra a preocupação de se estar preparado para situações inesperadas e que é preciso ter um ‘plano B’ para um bom planejamento financeiro”, diz Patrícia Costa , gerente de Produtos e Inteligência de Mercado da Mongeral Aegon.