A necessidade é a mãe da criatividade

A necessidade é a mãe da criatividade

Confira artigo de Leandro de Carvalho Nunes, Diretor Comercial da Sabemi

Crise não significa paralisia, e sim desafio. Por isso, com todos os cuidados exigidos pelo momento, começamos a preparar a retomada já nas primeiras semanas de distanciamento social. Mais do que uma fase de reinício, encaramos o contexto como um período de transformação.

Por isso, qualificamos nossos representantes para fazerem negócios não depois da esperada retomada, e sim durante um contexto de distanciamento, para nós apenas presencial. Para isso, investimos recursos, tecnologia e treinamento constante, que compartilham novas habilidades e oportunidades. 

Mesmo quando as interrogações sobre a Covid-19 eram ainda muito mais numerosas do que as respostas, logo compreendemos que era preciso ajudar os nossos parceiros de negócios a manterem as operações em casa. Mobilizamos diferentes áreas da empresa para possibilitar um produtivo home office. Até o departamento de marketing contribuiu, com a elaboração de scripts. Por meio de lives, conseguimos com agilidade fazer a (re)qualificação da equipe. Esse recurso de interação se tornou uma rotina, bem-vinda para conservar o time atualizado e engajado.

Autoglass

A crise ensina que somos capazes de descobrir formas diferentes de produzir, satisfazer os clientes e gerar resultados positivos. É nesse contexto, por exemplo, que aceleramos a venda de seguro via plataforma digital. A necessidade é a mãe da criatividade. Essa lição é reforçada em um momento em que o senso de coletividade também se expressa nas relações de negócio. 

A necessidade é a mãe da criatividade
Leandro de Carvalho Nunes é Diretor Comercial da Sabemi / Divulgação

Além de fortalecer a nossa conexão com as nossas pessoas, a transformação em curso sob o desafiador cenário global já mostrou resultados revigorantes. Reorganizados em novas rotinas, tecnologias e formas de interação, cumprimos o nosso papel e ainda aprendemos a fazer mais e melhor de outras formas. Isso é uma forma de crescimento, em benefício de todos: empresa, parceiros e, principalmente, clientes.

É hora de solidificar as parcerias, de oferecer novos recursos a nossos correspondentes e de mostrar como a tecnologia, que sairá ainda mais relevante do cenário de pandemia, é uma aliada, e não uma concorrente. Abrimos os braços e preparamos nossos parceiros para este novo mundo.