SEGURANÇA tagged posts

Dicas para evitar furtos a residência durante as férias

Dicas para evitar furtos a residência durante as férias

Durante o período de férias, aumenta a preocupação das pessoas que vão fazer uma viagem e se ausentar de casa. Com o crescente número de furtos e roubos a residências, o incremento de equipamentos de segurança  e a contratação de uma proteção privada  tornou-se uma necessidade primordial. 

Nesse período, o índice de registros aumentam significativamente e paralelamente refletem um estudo feito pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo que mostram um aumento expressivo de roubos e furtos a condomínios no ano de 2017 na capital paulista, porém esta sensação de insegurança atinge praticamente todos os cidadãos do país como indicou uma pesquisa do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e  Datafolha*.

O aumento com a segurança patrimonial é inversamente pro...

Leia mais

Danos elétricos lideram como principal causa de sinistro em condomínios, aponta SulAmérica

Danos elétricos lidera como principal causa de sinistro em condomínios, aponta SulAmérica

 Levantamento realizado pela seguradora mostra as principais ocorrências

Quase metade (48,2%) dos sinistros acionados por condomínios ocorre devido a danos elétricos, segundo levantamento realizado pela SulAmérica, maior seguradora independente do País. Outra ocorrência que também causa dor de cabeça a síndicos, e administradores é a quebra de vidros, mármores e granitos, que totaliza 14,1% dos sinistros (eventos que demandam atendimento por parte da seguradora).

O levantamento feito pela SulAmérica em sua base de clientes do produto SulAmérica Condomínio em 2017 mostra que, diferentemente do que se imagina, os eventos da natureza, tais como vendavais, tornados e granizos, respondem por um em cada dez (9,7%) sinistros...

Leia mais

Pesquisa da FGV revela que saúde e segurança são os serviços públicos pior avaliados por cariocas e paulistanos

segurança

Pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE) revela que saúde (3,2) e segurança (3,6) são os serviços públicos com pior qualidade, de acordo com a percepção dos moradores das cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, as duas maiores do país. A pesquisa também avaliou a qualidade do transporte (4,7), universidades (4,6) e escolas e creches (4,6), em notas que iam de 0 a 10 pontos.

A Sondagem de Serviços Públicos foi realizada em dois momentos: antes dos Jogos Olímpicos (junho e julho), e logo após o evento (outubro e novembro). “Depois das Olimpíadas houve ligeira melhora na avaliação da qualidade de todos os serviços, um efeito temporário, considerando a melhora do ânimo da população com o sucesso da realização do evento...

Leia mais